quarta-feira, 11 de maio de 2016

A origem da decoupage


Olá pessoal tudo bem?

Esse mês tem sido corrido e turbulento! Tô ficando maluca com tantos afazeres. Mas até que fim que arranjei tempo para postar para vocês. 

O assunto hoje é decoupage.


Foto tirada do Google images




O que é isso?

Segundo o Blog Kiriarte e Fiber Art:






          A Decoupage é definida como a arte de revestir com gravuras. A palavra é de origem francesa "découpage" que significa recortar gravuras de papel e com estas revestir superfícies lisas de qualquer objeto, como por exemplo: madeira, metal, vidro, tecido, parede e outros.


         O termo Découpage é francês (decouper=cortar), porém sua origem é italiana. Essa técnica na época ficou conhecida como “Lacche povero“, que significa a laca do homem pobre, porque aqueles que não tinham recursos para empregar um artista a decorar suas mobílias e objetos decorativos, podiam obter efeitos distintos e requintados com gravuras coladas sobrepostas à peça e revestidas com múltiplas demãos de verniz ou da laca.
Essa forma de arte começou em Veneza, Itália, por volta do século XII e foi difundida no século XVII no resto da Itália, França, e Inglaterra. Muitas decorações elaboradas em caixas, bandejas, cinzeiros e tampos de mesas que acreditavam ter sido pintadas a mão e tinham sua origem nos séculos XVIII e XIX, foram analisadas mais tarde descobrindo-se que se tratava de uma mera aplicação de gravuras inteligentemente dispostas e coladas sobre as superfícies. 
          É outra técnica muito interessante e também com uma gama imensa de figuras ou recortes que você pode aplicar em qualquer objeto dando um acabamento maravilhoso e que quando bem feito encanta. As figuras podem ser recortadas de vários tipos de papéis, mas os mais utilizados são os importados da Itália e Austrália. Hoje em dia já estão sendo produzidos alguns papéis no Brasil, apesar de terem textura diferente dos importados são muito utilizados.

 
          A prática da Decoupage é divida em dois períodos. No primeiro os produtores de peças tinham que se virar para aplicar os recortes na peça e no acabamento passar um bom verniz para proteger o trabalho e dar durabilidade à peça. Com o aumento da utilização dos guardanapos houve então a necessidade de ser criado novos produtos (colas especiais) para aplicação e proteção. E é ai que surge o segundo período, onde as colas especiais tornaram-se produtos indispensáveis na confecção de peças de qualidade.

 
          Os guardanapos eram produzido para mesa posta, principalmente na Alemanha e Holanda, fazendo às vezes uma composição com pratos, xícaras e talheres. Eram considerados um detalhe muito importante e por exigência dos consumidores em geral, é que os guardanapos produzidos na Europa são coloridos com corantes naturais a base de água para poderem ser levados à boca. O guardanapo é composto por 3 folhas, mais apenas uma delas onde o desenho prevalece é usada. Os artesãos começaram a utilizar o guardanapo no artesanato por sua textura, que facilitava a penetração da cola permeando o guardanapo no objeto a ser decorado. Rapidamente os fabricantes de materiais para artesanato desenvolveram colas especiais que permitem a aplicação também em tecidos, podendo ser lavados em máquinas. 

 
          A maior surpresa para os fabricantes foi a grande exportação e utilização desses guardanapos para o artesanato e não para mesa posta como de costume e com isso aumentando também a necessidade de criar novos materiais para que nosso trabalho fique cada vez mais rico e de qualidade.


E eu vou colocar mão a obra!!!! No proximo post... 

uuuhhhhuuuuulllll!!!!

FONTE:  História da decoupage
Link: http://kariarte.no.comunidades.net/historia-da-decoupage 

         https://fiberartblog.wordpress.com/2009/11/22/a-historia-da-decoupage/
Imagem: http://4.bp.blogspot.com/-JMryu4Xx35Q/TriGxW1G45I/AAAAAAAAgAE/QJ6Mx6FEjlc/s1600/Collages.jpg

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário